Blogger Template by Blogcrowds.

Lendo as "Antiqualhas" do Dr. José Vieira Fazenda, notável cronista das coisas do Rio de Janeiro na época do Império e começo da República, fiquei sabendo que ali no que chamamos de Cinelândia, entre as ruas Evaristo da Veiga e do Passeio, ficava o impressionante Convento da Ajuda, onde foi sepultada D. Maria I, Rainha de Portugal. Exatamente na Rua da Ajuda, que não existe mais (sobrou apenas um pequeno trecho, entre Rio Branco e Nilo Peçanha, e onde fica a Leiteria Mineira, que muito frequentei no passado). O convento foi terminado de construir em 1750, e demolido em 1911, porque não combinava com o novo estilo projetado por Pereira Passos para o centro do Rio de Janeiro. Na foto ao lado pode-se ver a nova Avenida Central, depois Avenida Rio Branco, e a Biblioteca Nacional em construção, em frente ao prédio do convento. No pátio interno havia um chafariz, chamado das Saracuras, projetado por Mestre Valentim, e que era utilizado pelas freiras também para lavagem de roupas. Com a demolição do prédio do convento, o chafariz foi transferido de local, e hoje pode ser visto na Praça General Osório, em Ipanema. Vão me dizer que sabiam disso tudo?
O livro "Antiqualhas e Memórias do Rio de Janeiro", de José Vieira Fazenda, pode ser visto no site Rememorator.

0 Comentários:

Fazer um Comentário



Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial