Blogger Template by Blogcrowds.

Os autores independentes precisam buscar formas mais eficientes, rápidas e de baixo custo para fazer seus livros impressos chegarem aos compradores. Os eBooks tornaram o prazo e custo de entrega coisa irrelevante. É a diferença de que nos falou, no passado, Nicholas Negroponte em seu Being Digital, a diferença entre movimentar átomos (o livro impresso) e movimentar bits (o eBook).

Algumas livrarias tradicionais passaram a ofertar a entrega do livro em determinadas cidades, como Rio e São Paulo, gratuitamente. Mas, claro, a logística implica em custo. Este, certamente, é embutido no preço e diluído por várias entregas no mesmo dia. De qualquer forma, é uma tentativa de ser mais competitivo para enfrentar os eBooks.

No nosso caso, a única solução existente, para livros impressos, está na entrega pelos Correios, como "impresso normal", com ou sem o "registro módico". Se os nossos preços já são mais baixos, pela eliminação de intermediários, por outro lado não temos como absorver todos os custos de remessa. Este terá que ser pago pelo comprador.

Uma alternativa para tornarmos os nossos livros impressos mais atraentes para possíveis compradores sensíveis a preço é considerar parte deste valor de remessa no preço final. Com isso eliminamos a chatice do comprador ficar checando valores no site dos Correios. Ainda assim é possível tornar os nossos livros competitivos com as livrarias "brick and mortar" (as livrarias físicas tradicionais). Nós sempre vendemos mais barato. E mesmo que esteja havendo um movimento de redução nos preços de livros impressos por parte dos editores, por questão de sobrevivência, ainda sim vendemos mais barato.


Andamos fazendo esta experiência em nossa Livraria Virtual. Alguns livros foram oferecidos por um preço fixo, com remessa gratuita, independente do endereço do comprador no Brasil. Nós somos autores, não vendedores. Mas queremos que os livros que escrevemos sejam lidos e relidos, e para isso temos que colocar um preço infelizmente, considerando o custo de produção e remessa. Alguém tem alguma outra sugestão, além da excelente opção de vendermos apenas eBooks?

imagens cedidas por cooldesign at FreeDigitalPhotos.net

0 Comentários:

Fazer um Comentário



Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial