Blogger Template by Blogcrowds.

Nunca me esquecerei daquele Domingo de Páscoa em São Pedro do Estoril, Portugal, quando o doutor Juvenal Salada, que me contava sobre seus anos de clínica em Salvaterra de Magos, levantou-se subitamente, foi até um cofre enorme que mantinha na sala da casa onde estávamos conversando, retirou dos guardados um cartão com esta figura aí ao lado (que suponho ele tenha conservado por uns vinte anos) e me entregou dizendo "isto é para si". Esta é uma reprodução da famosa última corrida de touros em Salvaterra de Magos, no reinado de D. José I, e que mostra o Marquês de Marialva matando o touro que acabara de matar seu filho. De certa forma uma premonição, porque eu também perderia meu único filho poucos anos depois, em circunstâncias trágicas. Guardo este cartão comigo até hoje, passados quase trinta anos. Aquela foi a última corrida de touros em Salvaterra, porque imediatamente o Marquês de Pombal interferiu junto a El-Rei para que nunca mais houvesse outra ali. Existe um famoso conto do escritor português Rebelo da Silva que descreve com cores fortes todo o drama daquele dia.
(20 de abril de 2014)


Receba atualizações deste blog por email
Clique aqui para receber nossas atualizações

Leia também
Rua das Janelas Verdes

0 Comentários:

Fazer um Comentário



Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial